Aprender Valores

A família é a grande responsável por passar os valores necessários à formação do indivíduo

A consolidação de conceitos de “certo” e “errado” na infância

 

Exemplos positivos vindos dos pais são os melhores modelos para os filhos. Explicar à criança no dia a dia quais de seus comportamentos são aceitáveis e quais ela não deve repetir faz com que a criança comece a ser inserida dentro da escala de valores adotada por sua família. Isso é educar e esse é o verdadeiro papel da família. Temos que levar em conta a idade da criança e em qual ciclo evolutivo ela está. Cada ciclo de maturidade é importante para que ela compreenda novos conhecimentos e os internalize independente de sua cultura social. Se os pais não se preocupam em fazer valer essa escala de valores, em criar uma ética e uma moral em casa, supervisionando para que seja seguida, a criança não assimila.

A melhor forma para ajudar a criança a assimilar valores

 

É importante que os pais estabeleçam normas e regras e que estejam atentos quanto à sua obediência. A criança desde pequena deve perceber seus limites e que quando a resposta dos pais é não, é não e ponto.  Isso a ajuda a interiorizar esse comportamento, a obedecer, dentro de seu estágio de maturidade. Controlar um impulso é algo que está ligado ao desenvolvimento da área frontal do cérebro. Se a criança ainda não atingiu esse grau de desenvolvimento, não conseguirá perceber os limites, aceitar as normas e regras ou desempenhar as tarefas.

O valor da palmada

Essa prática tem dois lados. Quando a criança está fazendo algo perigoso, como atravessar a rua sozinha ou quando ela já passou totalmente do limite, um tapa de leve no bumbum pode dar uma “acordada” na criança e fazê-la parar. Se a palmada é dada apenas em casos extremos, ela funciona como um sinal para alertar a criança que ela atingiu seu limite máximo de um comportamento. Porém, se a criança sabe que há sempre meios de ganhar o que ela almeja, vai insistir naquele comportamento inadequado seja de birra ou choro. Daí não adianta dar tapas ou surras, pois isso passa a não ter valor algum para ela. A criança precisa ser controlada pela voz. Nunca use o “se”, isso é péssimo em educação. Seja taxativo, diga: “você vai fazer tal coisa porque é melhor para você”. Se você fracassar em evitar sua desobediência desta forma é porque não conseguiu acionar os valores que deveria ter passado a ela. Tapa não ensina nada, apenas serve para parar um comportamento perigoso a ela.

O papel da família e da escola na educação da criança

 

É importante a definição de papéis, pois a criança leva para a escola os valores que aprendeu em casa. Na escola ela vai para praticá-los e ser inserida no mundo da cultura, receber informações e gerar conhecimento a partir disso. Valor é algo familiar, ensinado no dia a dia enquanto a criança cresce e observa seus familiares. Há alunos que viram lata de lixo na cabeça dos professores, porque recebem muitas vezes mensagens dos pais que desprestigiam a escola ou seu professores. Isso acaba assinalando para o aluno a permissão para uma forma de comportamento inadequada. A criança que tem interiorizada a ordem paterna vai obedecer muito mais facilmente ao comando do professor. Por isso uma boa educação em casa prepara a criança para o convívio com colegas e educadores. É importante que a escola mantenha um contato individualizado com cada família, pois não pode trabalhar da mesma forma com todas as crianças.

Fonte: Revista Projetos Escolares n.66

Texto de Irene Maluf – WWW.irenemaluf.com.br

Adaptado por Paula Lyra em outubro de 2010

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s